Escolha uma Página

Veja nesse artigo os principais mitos e fatos sobre como conseguir um trabalho de marketing!

Escritórios com espaços para descanso privado e áreas para seu cachorro ficar enquanto você trabalha estão na moda. Equipes tão talentosas que você não pode deixar de ficar impressionado ou inspirado pelo menos uma vez por dia

Flexibilidade para passar uma sexta-feira aleatória em casa nos seus PJs, colaborando online em vez de pessoalmente. Marcas que estão mudando a paisagem de sua indústria e conversando todos os dias com clientes que as amam. Não é de admirar que todos estejam se perguntando como conseguir um emprego em marketing.

A princípio, os cargos de marketing são muito bons. Eles não têm requisitos impossíveis (às vezes, apenas um diploma de bacharelado é necessário), cargos gerenciais ganham seis dígitos e o setor está crescendo a uma taxa acima da média de 10%.

Todavia, essa grandeza significa uma forte concorrência. Não deixe a alta taxa de perda enganar você – empregos de marketing estão em demanda, especialmente posições de gerência. No entanto, as pessoas estão encontrando seu caminho. Vamos descobrir como.

Vendas vs. Marketing

Apesar da gente estar discutindo como conseguir um trabalho de marketing, vão aparecer muitos sobre vendas. O importante é você entender a distinção entre vendas e marketing.

Vendas e marketing andam juntos de muitas formas, mas são trabalhos separados – é por isso que o departamento de vendas e marketing são separados. Idealmente, os departamentos trabalham junto para construir uma experiência suave e balanceada para o consumidor.

A equipe de marketing faz um suporte essencial para o time de vendas. Marketing é aquilo que coleta consumidores em potencial; vendas é o que os torna verdadeiros clientes. Marketing inclui anúncios, PR, mídia social, etc. Vendas incluem redes e conexão interpessoal. Há uma sobreposição de serviços também. Por exemplo, marketing e vendas usam email marketing, mas a mensagem é diferente.

Mito #1: Marketing e vendas não tem nada a ver um com o outro

Comunicação persuasiva é o pilar das vendas. Pessoas efetivas desse departamento sabem como conversar com pessoas para ter uma ação específica. O contato direto é diferente, mas marketing usa estratégias similares.

No marketing, você ainda vai precisar que pessoas tomem ações específicas. Você ainda vai precisar descobrir o que vai fazer essas pessoas tomarem a ação desejada. Você não vai estar sem vender. Invés de vender o produto ou o serviço em troca de dinheiro, você vai estar preenchendo um desejo ou resolvendo um problema em troca de um endereço de email. Ainda tem persuasão nisso; ainda tem troca. Você precisa entender o que as pessoas querem e satisfazer esses desejos num jeito apelativo e que passe a mensagem “eu preciso disso”.

Me diga que isso não é vender.

Considere também: quando você vai a uma entrevista de emprego para uma vaga de marketing, há uma boa chance de te perguntarem sobre a sua habilidade em vender; você pode até ser questionado somente sobre isso. Mesmo se no título da vaga tem “marketing”, ainda pode ser um trabalho voltado para vendas.

Mito #2: A escola te preparou para conseguir um trabalho de marketing

Não. Você precisa saber sobre vendas e ter noções de comunicação, que é o que a maioria dos programas de marketing não abordam. Acima disso, aprender teorias tradicionais de marketing não é a mesma coisa de aprender técnicas novas e modernas nesse meio. Isso pode até te dar uma base sólida, mas não vai convencer o empregador que você sabe das maiores tendências dos anúncios do Facebook ou montar uma landing page para uma audiência específica.

As faculdades estão produzindo diplomados em marketing, embora as marcas não estejam contratando profissionais de marketing de nível básico. eles estão contratando vendedores de nível básico. Você será um profissional de marketing melhor para uma empresa se entender o processo de vendas e o fluxo de receita.

Os atuais estudantes de marketing podem realizar cursos de comunicação e vendas para melhorar sua educação. Fale com o gerente de vendas de uma empresa para a qual deseja trabalhar e pergunte o que você precisará colocar em seu currículo para conseguir um emprego.

Já se formou? Inscreva-se para uma aula de educação continuada ou um curso de treinamento em redação comercial, comportamento humano, conversas persuasivas – tudo o que vai ajudá-lo a se comunicar melhor.

Mito #3: Redes onlines são mais que necessárias

Mandar uma DM no LinkedIn ou comentar um post do twitter não é estar em uma rede. Nós podemos passar tanto tempo online que esquecemos do valor da conexão em pessoa. Seu futuro empregado não vai contratar seu perfil do instagram ou seu email. Eles vão te contratar – sua pessoa.

Empresas sempre comentam sobre seus futuros eventos online. Descubro quais serão da sua área (super fácil caso você procure uma empresa local) e então vá lá – participe do evento, seja voluntário quando precisar de ajuda extra e converse com as pessoas.

É muito simples: por conhecer pessoas envolvidas com a empresa, você vai ter uma posição melhor para escutar sobre entrevistas de empregos e vagas. Além disso, você pode ter a sorte de achar um mentor.

Mito #4: Você começa usando sua criatividade no seu primeiro trabalho de marketing

Trabalhos de nível mais baixos são longe de glamorosos. As vezes não são nem emocionantes. Ou legais. Você pode ter um portfólio lindo com todas as campanhas que desenvolveu na faculdade, mas você vai gastar boa parte de sua carreira fazendo ligações de vendas e configurando novas contas. Você ainda não é um expert, é só um mero empregado. Você vai ter que se adequar as necessidades da empresa se quiser trabalhar com eles.

Mostre sua vontade de trabalhar desenvolvendo as habilidades difíceis que eles tem como requisito. Existem artigos, webinars, tutoriais onlines que não custam nada e vão te ensinar tudo sobre marketing, desde escrever um bom email automatizar seus posts das mídias sociais.  Não sabe por onde começar? Olhe as descrições dos diferentes trabalhos de marketing na sua empresa e faça uma lista das habilidades que você não tem ainda.

Aprenda além da sua área de marketing. Você pode não usar todas as habilidades que desenvolver, mas ter um olho de fotógrafo ou saber os básicos de desenvolvimento web vai te dar muito conhecimento útil.

Finalmente, você vai ter que provar que consegue lidar com o trabalho que você está de olho. Faça bem o trabalho da vaga que se inscreveu, esteja aberto a aprender e seja realista sobre o fato de estra começando significa não saber de quase nada.

Conclusão

Marketing está em todo lugar e empresas estão contratando vagas de produção de conteúdo e de gestão de mídias sociais a todo momento. Isso da a impressão que essas vagas são fáceis de conseguir, mas elas normalmente exigem muita experiência. Até se você não for sortudo o bastante para pegar um trabalho de marketing logo de início,, seja humilde – você não sabe o que você não sabe.

Começar numa posição de vendas pode ser sua única opção, mas pode também ser a melhor. O pessoal da parte de vendas tem habilidades para traduzir tudo de marketing em relações pessoais de sua vida real. Este não é o tipo de vendas viscoso e manipulador do vendedor de carros – trata-se de entender as pessoas em um nível mais profundo e abordar o que mais se conectará a elas.

Alguma dúvida? Deixe nos comentários,

Avaliação gratuita de marketing!

Comentários no Facebook